Mestrado Integrado em Engenharia Mecânica

Objetivos do Curso

O nível de conhecimentos técnicos e científicos exigido a um aluno do MIEM, em cada uma das suas duas áreas de especialização, que aliados a uma capacidade integradora e ao desenvolvimento de um forte espírito crítico, fazem com que os alunos sejam capazes de solucionar problemas complexos em diversos sectores industriais , tais como: metalomecânica, transportes, energia, aquecimento, ventilação, instalações industriais, plásticos e moldes, entre muitos outros.
Os titulares do MIEM têm acesso ao exercício da profissão de engenheiro na indústria, serviços e sector público.
Os alunos do MIEM têm a oportunidade de desenvolver trabalho original, através da sua dissertação de mestrado, que pode decorrer em ambiente académico ou industrial, em contexto de investigação mais ou menos aplicada. Em cada área de especialização do curso, existem ainda disciplinas com um forte pendor de
estímulo a inovação, quer pelos conhecimentos que proporcionam quer pelos desafios que colocam ao estudante.

Condições de Acesso e Ingresso

Provas de Ingresso: Física e Química (07) e Matemática A (19).

Saídas Profissionais

As saídas profissionais para os detentores de formação em Engenharia Mecânica são talvez as mais abrangentes no mercado de emprego em Engenharia. Com efeito, os Engenheiros Mecânicos, como profissionais habilitados a desempenhar funções nas áreas de Concepção, Projeto, Fabrico, Manutenção, Gestão e Consultadoria, encontram facilmente emprego em Empresas de praticamente todos os sectores económicos. Os Engenheiros Mecânicos formados pela FCTUC têm elevada empregabilidade. Num inquérito recentemente efectuado aos antigos alunos do DEM/FCTUC, 90% dos inquiridos tinha conseguido um emprego em menos de um mês após a conclusão do ciclo de estudos.

Comments are closed.