Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas

Objetivos do Curso

As Ciências Farmacêuticas, pela sua abrangência, multidisciplinaridade e actividade profissional, constituem uma área científica de enorme relevo no âmbito das Ciências da Saúde. As tendências no sentido de um aprofundamento da qualidade/optimização dos serviços de saúde envolvem, por motivos óbvios, o medicamento. O plano de estudos do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas pretende:
a)Proporcionar aos estudantes um currículo actual, estimulante e com empregabilidade em todo o Mundo;
b)Dotar os estudantes das capacidades e competências descritas no campo 6.1.1., através de um ensino/aprendizagem de qualidade;
c)Estabelecer sinergias entre a Faculdade, o mercado de trabalho e os centros de investigação;
d)Desenvolver mecanismos conducentes à criação de condições para que o percurso académico dos estudantes possa atingir o grau de Mestre;
e)Estimular a inter e transdisciplinaridade;
f)Aglutinar os estudantes em torno de uma identidade profissional comum, ser Farmacêutico.

Condições de Acesso e Ingresso

Provas de ingresso: 02-Biologia e Geologia e 07-Física e Química

Saídas Profissionais

As capacidades e competências respeitantes ao Farmacêutico encontram-se devidamente tipificadas na Directiva 2005/36/CE de 07 de Setembro do Parlamento Europeu, encontrando-se direccionadas para o “Acto Farmacêutico” constante dos Estatutos da Ordem dos Farmacêuticos, decorrendo desse facto que as saídas profissionais se relacionam com as actividades que se enquadram nas competências adquiridas (farmácia de oficina e hospitalar, indústria farmacêutica, química e alimentar, análises clínicas, assuntos regulamentares relacionados com o medicamento e produtos de saúde, bem como outras ligadas ao doentes, medicamento e saúde pública).

Comments are closed.