Licenciatura em Sociologia

Objetivos do Curso

Licenciatura em Sociologia (1º Ciclo) procura proporcionar uma sólida formação dirigida à aquisição dos instrumentos teóricos e metodológicos de base para a prática da sociologia, desenvolvendo competências de compreensão sociológica do mundo atual e de utilização dos conhecimentos sociológicos tanto nos contextos de prática profissional como de investigação científica.
Procura, ainda, promover estratégias de formação centradas na aprendizagem e no desenvolvimento de competências, sustentadas em metodologias de trabalho ativas e com forte articulação entre teoria e prática, bem como num compromisso entre formação de banda larga e formação especializada, adaptado às exigências e necessidades do mercado de trabalho.
Pretende também estimular a articulação entre o programa de estudos da licenciatura e os programas de formação avançada (2º e 3º ciclos) e investigação científica, concebidos para responder às necessidades de aprofundamento e renovação de competências científicas e profissionais especializadas na área da sociologia.Estrutura Curricular: O primeiro ciclo de Sociologia tem a duração de três anos, ao longo dos quais os estudantes completam uma formação nuclear que se define por duas componentes: uma relativa a conhecimentos básicos e estruturantes, provenientes de áreas científicas afins à sociologia (30 ECTS); a outra, relativa aos conteúdos teóricos e metodológicos matriciais da disciplina (a sociologia) (120 ECTS). Essa formação nuclear é complementada por um conjunto de unidades curriculares optativas que somam 30 ECTS e podem ser escolhidas pelos alunos de acordo com uma de duas orientações: a) uma formação complementar orientada para áreas científicas afins, através da opção por Menores em Economia, Gestão ou Relações Internacionais; b) uma formação complementar de carácter abrangente e flexível em domínios especializados e temáticos da sociologia e áreas disciplinares afins. No caso da opção pelos Menores, os alunos terão de completar a totalidade dos 30 ECTS opcionais numa das áreas científicas afins acima referidas. No caso da opção alternativa, ela possibilita uma escolha flexível e livre dos alunos face à panóplia de unidades curriculares opcionais oferecidas pelos cursos de 1º ciclo da FEUC, permitindo a conjugação de áreas científicas diversas em função dos interesses temáticos dos alunos e dos perfis de especialização que pretendam definir.

Condições de Acesso e Ingresso

Uma das seguintes provas de ingresso: Português(18) ou Geografia(09) ou História(11).

Saídas Profissionais

O plano curricular proposto tem como objetivo a preparação de profissionais versáteis, habilitados/as para o exercício de funções múltiplas e diversas em áreas relacionadas com política social, incluindo políticas locais, desigualdades sociais, justiça, integração social, saúde, ensino e administração escolar, formação, recursos humanos, emprego, cultura e território, comunicação e relações interpessoais.
Pretende-se que os/as licenciados/as possam exercer um conjunto muito diversificado de profissões, em distintas instituições, desde as associações de desenvolvimento local, às organizações não-governamentais em geral, passando pelo mundo empresarial e pelo setor estatal, tanto a nível central como a nível autárquico.
Outras áreas potenciais de emprego para sociólogos/as, nas quais é detetável uma aplicação das habilitações conferidas pelo grau de licenciado/a, encontram-se no domínio da assessoria técnica, seja no plano das análises de impactes sociais, da negociação, da formação, da qualidade, das relações públicas, do marketing, da elaboração, coordenação ou animação de projetos.
Exemplos: diretor/a de serviços de apoio social (IPSS’s e outras organizações do terceiro setor); diretor/a de serviços de educação; diretor/a de organizações do terceiro setor, nomeadamente associações de desenvolvimento local; diretor/a de recursos humanos; sociólogo; investigador; docente; técnico/a superior da administração pública ou da administração local; formador (especialista em formação e desenvolvimento de recursos humanos); produtor e mediador cultural; técnico de planeamento e de intervenção social; técnico da área do emprego; técnico de recursos humanos; técnico de nível intermédio de apoio social; técnico de registo, tratamento e análise de dados.

Comments are closed.